02/03 segunda-feira
Resolver questões de concursos anteriores é uma das melhores formas de se prepara para uma seleção. É por isso que estamos lançando o curso de questões voltadas a quem está se preparando para o concurso do INSS.
Serão resolvidas provas das seguintes matérias: Português, Informática, Raciocínio Lógico, Direito Administrativo, Direito Constitucional, Ética no Serviço Público, Direito Previdenciário e Regime Jurídico Único.
As turmas começam nesta terça-feira (03), com uma turma na unidade de Boa Viagem e outra na Boa Vista, ambas no turno da tarde.
Alunos e ex-alunos do EJ têm desconto na hora da inscrição.


01/03 domingo
No post de hoje, vamos trazer os conteúdos programáticos e dar dicas de algumas bibliografias para cada uma das matérias cobradas. Confira!
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS DISCIPLINAS
1. DIREITO CONSTITUCIONAL (20 QUESTÕES DA PROVA OBJETIVA E 1 DA PROVA DISCURSIVA)
1. Direito Constitucional: conceito e objeto; fontes formais. 2. Constituição: sentido sociológico, político e jurídico, conceito, objeto e elementos. 3. Classificação das Constituições. 4. Eficácia e aplicabilidade das normas constitucionais. 5. Poder Constituinte: originário, derivado e decorrente; reforma e revisão constitucionais; limitações do poder de revisão; emendas à Constituição. 6. Controle de constitucionalidade: conceito e sistemas de controle de constitucionalidade. Inconstitucionalidade: por ação e por omissão. Sistema brasileiro de controle de constitucionalidade. Arguição de descumprimento de preceitos fundamentais. 7. Princípios constitucionais do Estado brasileiro. 9. Dos direitos e deveres individuais e coletivos: direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade. 8. Dos Direitos Sociais. 9. Da Nacionalidade. 10. Dos Direitos Políticos. 11. Dos Partidos Políticos. 12. Remédios Constitucionais. 13. Tratados Internacionais de Direitos Humanos e sua posição no ordenamento brasileiro. 14. Poder Legislativo: fundamento e atribuições. Processo legislativo: conceito, objeto, espécies de atos normativos e procedimentos. 15. Poder Executivo: Presidente da República, Governadores e Prefeitos – eleição, reeleição, perda do mandado, impedimento, substituição, sucessão, vacância, responsabilidade e atribuições. 16. Poder Judiciário. 17. Funções Essenciais à Justiça: Ministério Público. Advocacia. Defensoria Pública. 18.Da Segurança Pública.
2. DIREITO ADMINISTRATIVO (15 QUESTÕES DA PROVA OBJETIVA E 1 DA PROVA DISCURSIVA)
1. Direito Administrativo: Conceito, objeto e fontes, regime jurídico administrativo: princípios do direito administrativo. 2. Administração Pública: centralização e descentralização; concentração e desconcentração 3. Administração Pública Direta e Indireta. 4. Entidades em colaboração com o Estado e Terceiro Setor: Serviços sociais autônomos, organizações sociais, organizações da sociedade civil de interesse público. 5. Princípios da Administração Pública. 6. Agentes Públicos: espécies e classificação; poderes, deveres e prerrogativas; cargo, emprego e função públicos. Provimento, vacância, remoção, redistribuição e substituição, direitos e vantagens; regime disciplinar; responsabilidade civil, criminal e administrativa. 7. Poderes administrativos: poder vinculado, poder discricionário, poder hierárquico, poder disciplinar, poder regulamentar, poder de polícia; uso e abuso de poder. 8. Ato administrativo: Conceitos, requisitos, elementos, pressupostos e classificação. Fato e ato administrativo. Atos administrativos em espécie. Cassação. Revogação e anulação. Processo administrativo. Fatos da administração pública: atos da administração pública e fatos administrativos. Formação do ato administrativo: elementos, procedimento administrativo. Validade, eficácia e auto executoriedade do ato administrativo. Atos administrativos simples, complexos e compostos. Atos administrativos unilaterais e bilaterais. Atos administrativos gerais e individuais. Atos administrativos vinculados e discricionários. Mérito do ato administrativo, discricionariedade. Ato administrativo inexistente. Teoria das nulidades no direito administrativo. Atos administrativos nulos e anuláveis. Vícios do ato administrativo. Teoria dos motivos determinantes. Revogação, Anulação e convalidação do ato administrativo. 9. Serviços públicos: Concessão, permissão e autorização do serviço público. 10. Controle da administração pública: Controle administrativo, controle judicial, controle legislativo. 11. Lei nº 8.429/1992 (Lei de Improbidade Administrativa).
3. DIREITO PENAL (20 QUESTÕES DA PROVA OBJETIVA E 1 DA PROVA DISCURSIVA)
1. Preambular: Princípios constitucionais. Fontes. A lei penal no tempo. A lei penal no espaço. Infração penal: elementos e espécies. Sujeito ativo e sujeito passivo da infração penal. Concurso aparente de normas. Iter criminis. Erro de tipo e erro de proibição. 2. Código Penal (Decreto – Lei nº 2.848/1940 e suas alterações): 2.1. Parte Geral: Aplicação da Lei Penal. Do Crime. Da Imputabilidade Penal. Do Concurso de Pessoas. Das Penas. Das Medidas de Segurança. Da Ação Penal. Da Extinção da Punibilidade. 2.2. Parte Especial: Título I: Dos crimes contra a pessoa. Título II: Dos crimes contra o patrimônio. Título III: Dos crimes contra a propriedade imaterial: Dos crimes contra a propriedade intelectual. Título IV: Dos crimes contra a organização do trabalho. Título V: Dos crimes contra o sentimento religioso e contra o respeito aos mortos. Título VI: Dos crimes contra a dignidade sexual. Título VII: Dos crimes contra a família. Título VIII: Dos crimes contra a incolumidade pública. Título IX: Dos crimes contra a paz pública. Título X: Dos crimes contra a fé pública. Título XI: Dos crimes contra a administração pública.
4. DIREITO PROCESSUAL PENAL (20 QUESTÕES DA PROVA OBJETIVA E 1 DA PROVA DISCURSIVA)
Preambular: Conceito e características do Direito Processual Penal. Princípios do Direito Processual Penal. Fontes do Direito Processual Penal. Sistemas Processuais Penais. Interpretação e Aplicação da Lei Processual Penal. 2. Código de Processual Penal (Decreto – Lei nº 3.869/1941 e suas alterações): 2.1. Título II: Do Inquérito Policial. Título III: Da Ação Penal: Título IV: Da Ação Civil. Título V: Da Competência. Título VI: Das Questões e Processos Incidentes. Título VII: Da Prova. Título VIII: Do Juiz, do Ministério Público, do Acusado e Defensor, dos Assistentes e Auxiliares da Justiça. Título IX: Da Prisão, das Medidas Cautelares e da Liberdade Provisória. Título X: Das Citações e Intimações. Título XI: Da Aplicação Provisória de Interdições de Direitos e Medidas de Segurança. Título XII: Da Sentença. Livro II – Título I: Do Processo Comum.
5. LEGISLAÇÃO ESPECIAL (e suas alterações) * (17 QUESTÕES DA PROVA OBJETIVA)
Contravenções Penais (Decreto Lei nº 3.688/41). Crimes Hediondos (Lei n.º 8.072/90). Crimes Resultantes de Preconceitos de Raça ou de Cor (Lei n.º 7.716/89). Abuso de Autoridade (Lei n.º 4.898/65). Crimes de Tortura (Lei n.º 9.455/97). Proteção Intelectual do Programa de Computação (Lei nº 9.609/98). Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei n.º 8.069/90). Estatuto do Torcedor (Lei nº 10.671/03). Crimes previstos no Estatuto do Idoso (Lei n.º 10.741/2003). Interceptação Telefônica (Lei n.º 9.296/96). Estatuto do Desarmamento (Lei n.º 10.826/03). Execução Penal (Lei n.º 7.210/84). Prisão Temporária (Lei nº 7.960/89). Código de Trânsito Brasileiro (Lei n.º 9.503/97 – Dos Crimes). Das Infrações Penais no Código de Proteção e Defesa do Consumidor (Lei n.º 8.078/90). Lavagem de Dinheiro (Lei n.º 9.613/98). Crimes contra o Meio Ambiente (Lei n.º 9.605/98). Juizados Especiais Criminais (Lei n.º 9.099/95). Programa de Proteção a Vítimas e Testemunhas (Lei n.º 9.807/99). Identificação Criminal (Lei n.º 12.037/2009). Crimes contra a Ordem Tributária (Lei n.º 8.137/90). Lei “Maria da Penha” (Lei nº 11.340/2006). Tráfico Ilícito e Uso Indevido de Substâncias Entorpecentes (Lei nº 11.343/2006). Investigação Criminal (Lei nº 12.830/2013). Organizações Criminosas (Lei nº 12.850/2013).
*As legislações especificadas neste item não excluem a possibilidade de apreciação da matéria nas questões de Direito Penal e/ou Direito Processual Penal.
6. ESTATUTO DOS POLICIAIS CIVIS DO ESTADO DE PERNAMBUCO (LEI ESTADUAL Nº 6.425 DE 29 DE SETEMBRO DE 1972). (3 QUESTÕES DA PROVA OBJETIVA)
Artigos: 2º; 4º; 25, §§1º, 2º e 3º; 30, incisos I a V; 31, incisos I a XLVIII; 32; 33; 34, incisos I a III e V a VII; 35, incisos I a V e parágrafo único; 36; 37; 47; 48; 49, incisos I a XI; 50 e 51.
7. MEDICINA LEGAL (5 QUESTÕES DA PROVA OBJETIVA)
1. Perícia médico – legal: Perícias médico – legais, perícias e peritos. 2. Documentos legais: conteúdo e importância. 3. Traumatologia forense: Energia de ordem física. Energia de ordem mecânica. Lesões corporais: leve, grave e gravíssima e seguida de morte. 4. Tanatologia forense: causas jurídicas da morte, diagnóstico de realidade da morte. 5. Sexologia forense.
SUGESTÕES DE BIBLIOGRAFIA
Direito Constitucional
Vicente Paulo e Marcelo Alexandrino – Direito Constitucional Descomplicado
Pedro Lenza – Direito Constitucional Esquematizado
Dirley da Cunha Jr e Marcelo Novelino – Constituição Federal para Concursos
Direito Administrativo
Marcelo Alexandrino e Vicente Paulo – Direito Administrativo Descomplicado
Alexandre Mazza – Manual de Direito Administrativo
José dos Santos Carvalho Filho – Manual de Direito Administrativo
Direito Penal
Luiz Regis Prado – Curso de Direito Penal Brasileiro
Rogério Sanches Cunha – Manual de Direito Penal/ Código Penal Comentado
Rogério Greco – Curso de Direito Penal /Código Penal Comentado
Cleber Masson – Direito Penal Esquematizado
Direito Processual Penal
Renato Brasileiro de Lima – Manual de Processo Penal
Nestor Távora e Rosmar Rodrigues Alencar – Curso de Direito Processual Penal
Nestor Távora e Fábio Roque – Código de Processo Penal para concursos
Norberto Avena – Processo Penal Esquematizado
Guiherme de Souza Nucci – Manual de Processo Penal e Execução Penal
Legislação Especial
Renato Brasileiro de Lima – Legislação Criminal Especial Comentada
Ricardo Antônio Andreucci – Legislação Penal Especial
Guilherme de Souza Nucci – Leis Penais e Processuais Penais Comentadas
Medicina Legal
Eduardo Roberto Alcântara Del-campo – Médicina Legal I e II
Delton Croce e Delton Croce Jr – Manual de Medicina Legal
Genival Veloso de França – Medicina Legal
MÉTODO DE ESTUDO
Agora, com edital publicado e ciente do conteúdo programático, o concurseiro deve direcionar o seu estudo. Estudar o maior número de pontos do edital, dando prioridade aos mais recorrentes em concursos dessa natureza. Importante observar que o candidato deve organizar o seu tempo de forma que consiga contemplar todas as disciplinas, inclusive aquelas com poucas questões em prova, pois poderão fazer a diferença. Uma excelente maneira de aprimorar seus estudos é justamente variar a forma como se estuda: ler um bom livro de doutrina, consultar as atualizações da jurisprudência, resolver questões e analisar questões comentadas são formas excelentes de expandir seus conhecimentos, uma vez que se complementam.


28/02 sábado
O Espaço Jurídico lançou mais uma novidade para quem está estudando para o concurso de Delegado de Pernambuco: o blog DELEGADOCIVILPE. Voltado exclusivamente para esta seleção, o novo canal de informações é atualizado pelos professores José Lucas e Júlio Cezar.
Além de informações sobre o edital e dicas sobre os conteúdos, o blog traz também questões comentadas da banca examinadora para otimizar os seus estudos.


28/02 sábado

O concurso que oferece 100 vagas para Delegado da Polícia Civil de Pernambuco está com inscrições abertas até o dia 29 de março. Trouxemos o edital em detalhes, para ajudar a organizar seu estudo. Nesse primeiro post, vamos abordar as principais etapas da seleção e em um segundo post vamos falar dos conteúdos programáticos e sugerir bibliografias para vocês.

Vamos começar?
VAGAS: são oferecidas 100 vagas para o cargo de Delegado, sendo que há a reserva de 3% para pessoas com deficiência.
INSCRIÇÃO: http://www.upenet.com.br/
DATA DAS INSCRIÇÕES: das 08 horas do dia 19/02/15 às 23 horas e 59 minutos do dia 29/03/15
TAXA DE INSCRIÇÃO: o valor é de R$ 138,00, sendo que há previsão de isenção da referida taxa para as pessoas que estiverem inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Decreto Federal nº 6.135, de 26 de junho de 2007) e forem membros de família de baixa renda, nos termos do referido decreto.
REMUNERAÇÃO: R$ 9.069,81.
DATA DA PROVA: 26/04/015
REQUISITOS PARA O CARGO:
a) ter sido aprovado no Concurso Público;
b) ter nacionalidade brasileira e, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos, nos termos do parágrafo 1º do art. 12 da Constituição da República Federativa do Brasil e na forma do disposto no art. 13 do Decreto nº 70.436, de 18 de abril de 1972;
c) estar quite com as obrigações eleitorais;
d) estar quite com as obrigações do Serviço Militar (se candidato do sexo masculino); e) gozar dos direitos políticos;
f) ter idade mínima de dezoito anos completos;
g) ter concluído curso superior de Bacharel em Direito em Instituição reconhecida pelo MEC;
OBSERVAÇÕES:
1) A conclusão do curso de direito deve ser comprovada na data da posse.
2) O certame NÃO exigiu prática jurídica ou atividade policial.
ETAPAS:
1) PRIMEIRA ETAPA
a) 1ª Fase: Prova de Conhecimentos Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório;
b) 2ª Fase: Prova de Conhecimentos Discursiva, de caráter eliminatório e classificatório;
c) 3ª Fase: Avaliação de Capacidade Física, de caráter unicamente eliminatório;
d) 4ª Fase: Avaliação Psicológica, de caráter unicamente eliminatório;
e) 5ª Fase: Exame Médico, de caráter unicamente eliminatório;
f) 6ª Fase: Investigação Social, de caráter unicamente eliminatório, a ser realizada pela Polícia Civil do Estado de Pernambuco.
2) SEGUNDA ETAPA
Curso de Formação Profissional de caráter eliminatório, a ser realizado pela Secretaria de Defesa Social do Estado de Pernambuco, por meio do Campus de Ensino Recife da Academia Integrada de Defesa Social – CERE/ACIDES.
COMO FUNCIONA O CONCURSO
No dia 26/04/15 será realizada a prova objetiva e a discursiva da primeira fase. A prova objetiva ocorrerá na parte da manhã (8h15min às 13h15min) e a discursiva à tarde (15h15min às 19h15min).
A prova objetiva será composta de 100 questões de múltipla escolha, com cinco alternativas e sendo somente uma correta. Será considerado aprovado na prova objetiva o candidato que acertar no mínimo 50% da quantidade de questões.
A prova discursiva será composta de 4 questões, valerá 100 pontos, sendo 25 cada e estará assim dividida: uma questão de Direito Constitucional, 1 de Direito Administrativo, 1 de Direito Penal e 1 de Direito Processual Penal.
OBS 1: Só terão a prova discursiva corrigida os candidatos aprovados na prova objetiva que estiverem classificados até 4 vezes o número de vagas, ou seja, os 400 primeiros.
OBS 2: Será considerado aprovado na prova discursiva o candidato que acertar no mínimo 60% do total das questões.
OBS 3: PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA DISCURSIVA SERÁ PERMITIDA A CONSULTA À LEGISLAÇÃO NÃO ANOTADA.
OBS 4: Na correção da prova de conhecimento discursiva, as questões serão corrigida por banca de professores examinadores para este fim constituído, considerando os seguintes critérios: o acerto jurídico das respostas dadas; manutenção do tema proposto; progressão no desenvolvimento das ideias e não-contradição entre os argumentos apresentados; articulação entre as partes do texto; não fuga à obviedade das ideias propostas; clareza e precisão; formulação linguística, segundo as regras (morfossintáticas, ortográficas e de pontuação) da norma padrão do português.
Os critérios acima mencionados podem retirar até 25 pontos do candidato, sendo 0,5 por cada erro ou omissão.
AVALIAÇÃO DE CAPACIDADE FÍSICA
Tem caráter unicamente eliminatório e será composta por 4 exercícios. Todos possuem critérios distintos de avaliação para os candidatos do sexo masculino e feminino.
a) Flexão de Braços na Barra Fixa;
b) Salto em Distância;
c) Flexão Abdominal;
d) Corrida Aeróbica.
Critérios de aprovação para candidatos do sexo masculino:
a) Executar no mínimo 3 flexões consecutivas na barra fixa
b) Saltar a distância mínima de 2,14 metros
c) Executar no mínimo 30 flexões abdominais em um minuto
d) Percorrer no mínimo 2.350 metros em doze minutos
Critérios de aprovação para candidatos do sexo feminino:
a) Executar no mínimo uma flexão na barra fixa
b) Saltar a distância mínima de 1,66 metros
c) Executar no mínimo 23 flexões abdominais em um minuto
d) Percorrer no mínimo 2.020 metros em doze minutos
AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA
Tem caráter unicamente eliminatório, será realizada no Recife/Região Metropolitana, com o objetivo de fornecer à Comissão Examinadora do Concurso elementos que possam aferir no candidato as características descritas na Portaria GAB/PCPE nº 601, de 09 de agosto de 2006, consistindo na aplicação e na avaliação de instrumentos psicológicos objetivos e científicos, visando avaliar se o candidato possui perfil adequado ao exercício das atividades inerentes ao cargo ao qual concorre, aplicada da seguinte forma: 1 instrumento projetivo ou 1 expressivo de personalidade; 1 inventário de personalidade ou 1 questionário; dinâmica de grupo (no caso de aplicação coletiva) e entrevista individual. Podendo, ainda, utilizar os testes de atenção difusa e atenção concentrada.
EXAMES MÉDICOS
O exame médico, de caráter unicamente eliminatório, será realizado pelo Instituto de Apoio à Universidade de Pernambuco (IAUPE) e objetiva aferir se o candidato goza de boa saúde física e psíquica para suportar os exercícios a que será submetido durante o Curso de Formação Profissional e para desempenhar as tarefas típicas da categoria funcional.
INVESTIGAÇÃO SOCIAL
A investigação social, de caráter eliminatório, terá o objetivo de verificar a conduta ético-moral do candidato e será realizada pela Polícia Civil do Estado de Pernambuco, no decorrer de todo o concurso público, desde a inscrição até o ato de nomeação.
CRITÉRIOS DE DESEMPATE
a) o candidato com maior idade, considerando-se os dias, meses e ano (art. 29, da Lei Estadual nº 14.538/2011);
b) maior nota/pontuação na Prova de Conhecimentos Objetiva;
c) ter sido jurado – Lei federal nº 11.689/2008, qua alterou o art. 440 do CPP.


27/02 sexta-feira

Antes mesmo de começar a estudar para um concurso que acabou de abrir, existe um passo inicial: a leitura completa do edital. Confira o porquê da importância de conhecer cada um dos pontos do que está no edital, no vídeo com dicas do professor Jefferson Dalamura.



25/02 quarta-feira
Raciocínio Lógico ainda é uma matéria que assusta alguns candidatos, quando cobradas em concursos públicos! Para espantar de vez todas as dúvidas e preparar você para as questões de prova, o professor Nelson Carnaval está oferecendo uma isolada de Raciocínio Lógico.
O curso é voltado para concursos de tribunais, do INSS e da Polícia Civil. A turma será realizada no Espaço Jurídico de Boa Viagem, a partir do dia 28 de fevereiro, no turno da manhã.
Os conteúdos abordados serão: lógica de associação, lógica sequencial, calendários, regressão, verdades e mentiras, princípio da casa dos pombos, noções de matemática básica, frações, proporções, regra de três, conjuntos e porcentagens, análise combinatória e probabilidade, lógica argumentativa: proposições, conectivos, equivalência, negação e diagramas.
Ao final do curso, a aluno ainda terá acesso, no espaço virtual, a questões com resolução de provas.


24/02 terça-feira
Muitas vagas oferecidas, altos salários, estabilidade e possibilidade de realização profissional. Essas costumam ser as principais razões da grande procura por concursos públicos da área de Direito. No entanto, algumas oportunidades não exigem a formação na área, apenas que o candidato possua um curso de nível superior.
O Desembargador Federal e professor Manoel Erhardt explica essa diferença. “Existem concursos com elevada remuneração que admitem candidatos com qualquer formação de nível superior, como os de Auditor Fiscal federal, estadual e municipal. O diploma de Bacharel em Direito somente é necessário para as carreiras jurídicas: Juiz, Promotor, Delegado de Polícia, Defensor Público, Advogado Público”, conclui.
À medida que aumentam as vagas ofertadas em concursos nessa área, cresce também a concorrência. Por este motivo, o candidato que queira concorrer a uma dessas oportunidades, deve estar atento às matérias gerais e às específicas de cada um dos cargos.
“Para os concursos em geral, português, informática, raciocínio lógico, direito constitucional e administrativo são disciplinas básicas. A área fiscal requer aprofundamento em contabilidade, direito tributário e a legislação específica dos tributos, como, por exemplo, imposto de renda e imposto de importação no âmbito federal” destaca o professor Erhardt.
Confira as principais atuações possíveis para quem busca uma oportunidade na carreira jurídica pública.
Advocacia Pública
Representa os interesses da União, Estados e Municípios perante o Poder Judiciário e prestam consultoria jurídica a seus órgãos.
A Advocacia-Geral da União é composta pelas carreiras de Procurador da Fazenda Nacional, Procurador Federal e Advogados da União. Os Procuradores da Fazenda defendem os interesses tributários da União. Os Procuradores Federais advogam em prol da Administração Indireta, já os Advogados da União tutelam os interesses da Administração Pública Direta (Presidência da República e Ministérios). Todos os membros da AGU possuem mesma remuneração, em torno de R$ 15.000,00 a R$ 18.500,00.
A organização da carreira e a remuneração dos membros das Advocacias-Gerais dos Estados, bem como das Procuradorias dos Municípios, são específicas de cada localidade.
Defensoria Pública
Prestam assistência jurídica integral às pessoas que não possuem recursos para contratar advogado.
A Defensoria Pública da União atua perante a Justiça da União, com remuneração entre R$ 15.000,00 e R$ 18.500,00, aproximadamente. As Defensorias Estaduais tutelam os interesses dos carentes perante as Justiças Estaduais, possuindo remuneração de acordo com as leis estaduais.
Delegado de Polícia
Responsável pela preparação de inquéritos e pela coordenação de investigações policiais. Realiza também outras atividades, como a emissão de carteiras de identidade.
Magistratura
Toma as decisões em disputas entre pessoas físicas, jurídicas e o poder público, visando a preservação dos direitos constitucionais dos cidadãos. O bacharel pode ser juiz federal e estadual.
Promotoria e Procuradoria da Justiça
Membros do Ministério Público, que trabalha pela defesa do regime democrático, da ordem jurídica, dos interesses sociais e dos interesses individuais indisponíveis.
Composto pelo Ministério Público dos Estados e o Ministério Público da União (Ministério Público Federal, Ministério Público do Trabalho, Ministério Público do Distrito Federal e dos Territórios). O ingresso nas carreiras se dá por meio de concursos de provas e de títulos, realizadas em várias etapas. Para se inscrever, o candidato deve ser bacharel em Direito e ter exercido a atividade jurídica por, no mínimo, três anos.
É uma das carreiras públicas mais valorizadas, com remuneração inicial de R$ 21.000,00 para ingresso no Ministério Público da União.


23/02 segunda-feira

Para passar em um concurso público, não basta apenas estudar, mas conhecer a banca examinadora que está realizando aquela seleção. Cada uma tem uma forma diferente de abordar os conteúdos e cobrar os pontos do edital. Essa é a dica dessa semana do professor Jefferson Dalamura. Confira o vídeo!



20/02 sexta-feira
Já estão abertas as inscrições para o concurso que oferece 100 vagas de Delegado da Polícia Civil de Pernambuco. Os interessados podem se inscrever até o dia 29 de março, no site do Instituto de Apoio à Universidade de Pernambuco (IAUPE).
Para participar da seleção, é necessário ser Bacharel em Direito. O valor da remuneração é de R$ 9.069,81
INTENSIVÃO
O Espaço Jurídico preparou um curso intensivo com mais de 40 aulas que abrangem todo o conteúdo programático. Serão aulas de Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Penal, Processo Penal, Legislação Penal Especial, Medicina legal, para a prova objetiva, e de Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Penal e Processo Penal, para as discursivas.
Na unidade de Boa Viagem há turmas no turno da tarde e da noite. Já na Boa Vista as turmas serão pela manhã e à noite.
Inscrições até o dia 26 de fevereiro ganham desconto especial! Alunos e ex-alunos do EJ também pagam um preço menor. Garanta já sua vaga!


19/02 quinta-feira
O concurso do Banco do Brasil teve mais de 500 mil inscritos concorrendo a 2.499 vagas. A conco0rrência está acirrada e é preciso se dedicar a todas as matérias com afinco!
Para sanar suas dúvidas na matéria de informática, o professor Alexei Silva preparou um aulão onde vai revisar os principais pontos do edital. O aulão será no próximo domingo (22), das 9h às 12h, na unidade do Espaço Jurídico da Boa Vista.
Alunos e ex-alunos do EJ têm desconto. As vagas são limitadas, garanta já a sua!